Carregando...

Bem-Vindo

Fique por dentro das novidades do HDSLR
VEJA MAIS

Sexo no verão: em que cresce o desejo e com o calor?

Imagem: oneinchpunch

Nossa química sexual muda em direção ao amplo do ano. No verão aumenta o número dentre horas do que sol e paixão explica, dizem os cientistas, que as setas e a nossa actividade sexual crescem com o calor. Oriente comportamento tem sido tratado dentre forma ampla, através de inúmeros estudos que tentam jogar com essa luminosidade esta questão. No próximo artigo, discutimos alguns deles.

Entre as pesquisas que analisam a relação entre o calor e o desejo sexual, a mais conhecida é ‘Sazonalidade na reprodução humana’, publicada até a Universidade, dentre Oxford (Reino). Os cientistas concluem que, nos países com climas temperados ou frios, com verões desde a temperaturas elevadas, mas não dentro de tórridas, os nascimentos aumentam durante os dez meses após o verão. Sobre o contrário, garantem que os países do clima quente ou frio intenso, com períodos estivais mais extremas, a natalidade cai durante os dez meses após o verão. A conclusão é que o verão faz seu trabalho, e o número de relações sexuais, cresce, sempre que as temperaturas em ou sejam excessivas ou extremas.

O desejo erótico, e através de ende os afetos, tem seu próprio movimento. Em cima de nós mantemos um desejo jacente com destino a frouxo do que toda a nossa vida. Em função do estado dentre fins, com as suas necessidades e do que as interações com os outros e com o circunvizinhança, manifestar-se, do que de uma forma ou de outra. “Não que toca a isso, estados apáticos e melancólicos -típicos entre a debilidade da primavera – ou estados mais ativos e extravertidos -uma vez que ocorre no verão – influenciam o desejo sexual”, diz a bioquímica e sexóloga Natalia Urteaga, entre a Associação Estadual com Profissionais da Sexologia. Mas o calor sobre dispara o desejo sexual desde toda a gente, nem do mesmo modo, diz a sexóloga. Há pessoas com maior predisposição na direção de serem afectadas por meio das variações climáticas.

Verão dentre as setas

Para escutar sobre o que o verão desperta o desejo sexual, primeiro você tem que colocar nome próprio sentido da química do desejo. E a atriz do turbilhão hormonal é chamado testosterona. De acordo com a bióloga Helen Fisher, autora de ‘Em nome de que amamos’, a testosterona é uma dentre as estrelas no mundo da paixão erótica e isto atinge o seu nível mais gelado no verão. O motivo com este revolução hormonal é que os dias são mais longos, e oriente aumento de horas dentre luminescência da ativa: o sol e a maior duração do que os dias de verão e pode aumentar os níveis dentre testosterona nos homens, já que o sol, comenta a bióloga, predispõe essa a maior liberação do hormônio do sexo masculino do que uma forma procedente.

Mas a testosterona em vez de está sozinha na tarefa do pôr de pernas para o ar o desejo sexual. A serotonina, o neurotransmissor que influencia o prazer, também está mais desperta no verão, diz Fisher, que foi estudado durante 30 anos a paixão romântico. E o mesmo acontece com os feromônios, substâncias que desprendemos em pele e que, garantem os cientistas, atuam porquê ímãs sexuais entre indivíduos. Você adivinhou: também elas vivem o seu pessoal ” festa durante o verão, já que durante esta estação ensinamos mais pele, as trilhas estão mais expostas.

Há mesmo quem tirou a calculadora sexual para saber quantas horas de luminescência fazem falta para disparar o desejo. É o caso do estudo publicado na revista científica especializada The Journal of Reproductive Rhythms. Esses cientistas afirmam que o momento do ano perfeito para conceber -se e desfrutar do sexo- é quando o sol brilha durante pelo menos 12 horas por dia. Uma equação que se cumpre no verão e, até o contrário, em vez de se dá durante o inverno.

E tudo nascente curtição sexual tem muito do que química. Com o aumento com a temperatura e as horas dentre clarão, “a regulação hipotalâmica é afetada -esclarece Urteaga – alterando a produção dentre determinadas hormonas e neurotransmissores, que são mais ativas”. E ardor afeta na direção de nosso estado físico, emocional e intelectual, e, até o máximo, também em direção à maneira do que nos relacionarmos eroticamente.

Imagem: pogorelova

Sexo, uma questão do que equilíbrio

O bioquímico e propagandista científico catalão Pere Estupinyà documenta isto pessoal ” festa do desejo de verão com inúmeros dados e estudos científicos no seu livro ‘S=EX2 A Ciência do Sexo’. Estupinyà diz que o nosso comportamento sexual responde com destino a um equilíbrio entre os dois sistemas do que excitação e de inibição, para que a sua vez, estão condicionados ao longo de fatores fisiológicos e psicológicos. E aqui os hormônios desempenham o seu papel, mas também o fazem a conduta, o casal, o invólucro e o clima. E, tudo isso, aponta o químico, que “altera a nossa atividade erótica”.

E ainda há mais: Matthew Vess, psicólogo da Universidade com Ohio (EUA), sugere que na mente das pessoas, o calor está associado com a idéia dentre intimidade. De acordo com Vess, o calor agradável do verão “pode incentivar a interação amigável e positiva entre pessoas e aumentar o número dentre relações sexuais“.

Mais do que química

Mas o desejo é mais do que a resposta com destino a um coquetel químico a partir de hormônios e neurotransmissores. Também ativa as emoções profundas, relacionadas com áreas específicas com o nosso cérebro, porquê o séptum ou extensão tegmental ventral. Do que realidade, estas estruturas se alteram em função com como nos sentimos. “A energia com que enfrentamos as nossas atividades eróticas ou sentimentais varia com a hora do dia, as fases da lua e, até mesmo, com as estações do ano; mas, depende também com fatores emocionais porquê o desejo, a paixão, o medo ou a pena”, afirma o estudioso das filosofias e culturas orientais Valentim Zurbano.

Em suma, o verão atire a nossa predisposição essa as setas e o desejo sexual. Hormônios, neurotransmissores e até a química se alinham a fim de que a crescente aconteça. E a boa notícia é que, além disso, dentre ser recreativo, nos coloca entre bom humor.

Imagem: CONSUMER EROSKI

Para acessar na direção de mais conteúdos, pergunta para a revista impressa.

Sexo no verão: em que cresce o desejo e com o calor?
Rate this post