Carregando...

Bem-Vindo

Fique por dentro das novidades do HDSLR
VEJA MAIS

Avanços no tratamento da psoríase, por meio da flora intestinal

A revista “Scientific Report‘ publica uma pesquisa liderada pelo médico da Universidade Católica San Antonio de Murcia (UCAM), Vicente Navarro, com os últimos avanços que usam a microbiota intestinal para melhorar o prognóstico e tratamento da psoríase, segundo informaram fontes da instituição de ensino em um comunicado.

Os resultados publicados pela revista ‘Scientific Report’, do Grupo Nature, juntamente com os apresentados recentemente no Congresso Nacional de Microbiota e Probióticos, demonstram que o tratamento com probiótico, junto à terapia habitual desta doença, melhora, de forma significativa, tanto a previsão como a resposta do paciente.

Assim o demonstraram que o grupo de pesquisadores, entre os quais está o dr. Vicente Navarro Lopes, Investigador Principal do Grupo MiBioPath e diretor da Cátedra de Doenças Infecciosas e Microbiota Humana da UCAM, juntamente com os doutores Ana Ramirez Boscá (Professora de Dermatologia da UCAM), Beatriz Ruzafa Costas, Mariano Guerreiro, Francisco Horga (Universidade de Coimbra), Assunção Martinez (Centro Dermatológico e Estético de Alicante), Daniel Ramon, Empar Chenoll e Salvador Genovês (Biopolis), Francisco Codoñer (Lifesequencing) e José Manuel Pérez Orquín (Korott).

Até o momento, nenhum grupo de pesquisa demonstrou que a microbiota intestinal de pacientes com psoríase apresenta dados diferenciais com a população saudável e com a de pacientes, de qualquer doença conhecida. Esta descoberta abre um novo campo de investigação para agir sobre a microbiota, como nova, diana terapêutica nestes pacientes, segundo as mesmas fontes.

Os resultados obtidos pelo grupo de pesquisa sobre o tratamento da psoríase, alterando a microbiota intestinal abrem um campo de estudo importante para avaliar quais fatores da microbiota intestinal podem estar influenciando no aparecimento e posterior evolução da psoríase.

Nesta pesquisa, que publica a revista ‘Scientific Reports’, é mais um dos achados do grupo de pesquisa, que recentemente tem mostrado a eficiência de uma mistura específica de probióticos e funcionais para o tratamento da Dermatite Atópica; produto que foi vendido recentemente por uma multinacional Alemã em nosso país.

Os dados publicados abrem a porta não só para novos modelos de tratamento, mas também de diagnóstico; identificar os fatores da microbiota que estão envolvidos no aparecimento e evolução da psoríase podem servir para prevenir o seu aparecimento e/ou intervir precocemente perante a eventual ocorrência de novos surtos da doença.

Em breve serão publicados os resultados obtidos quanto à intervenção, comunicação que foi premiado recentemente no Congresso Nacional de Probióticos e Conclusão, realizado em são paulo, como “o melhor trabalho de intervenção clínica. Nos próximos meses poderemos saber como é que a evolução da psoríase após o tratamento com uma mistura de probióticos específicos e funcionais.

Este trabalho de pesquisa foi realizado através de uma parceria público-privada, empresas farmacêuticas, de biotecnologia, Universidades e centros clínicos. Entre eles: a Universidade Católica San Antonio de Murcia, o Hospital Universitário de Vinalopó, o Centro Dermatológico Estético de Alicante, a empresa Farmacêutica Korott SL, Empresa de Biotecnologia Biopolis SL e a Spin-off do Parque tecnológico de Sorocaba Bioithas SL.

Todos eles estão envolvidos em outros projetos de pesquisa que visam a identificar as peculiaridades da microbiota de pacientes que sirvam para identificar os indivíduos com maior risco de desenvolver quadros severos ou recidivas da doença; que, além disso, ajudaria a intervir de forma precoce na mesma.

Avanços no tratamento da psoríase, por meio da flora intestinal
Rate this post